NVIDIA escolhe o Brasil para sediar conferência internacional sobre computação

Evento acontece nos dias 17 e 18 de julho, durante o Congresso da Sociedade Brasileira de Computação, reunindo cientistas, acadêmicos e especialistas para discutir a revolução provocada pela computação de alta performance e seus impactos na sociedade.

A NVIDIA escolheu o Brasil para receber sua conferência de computação de alta performance: o GCDF (GPU Computing Developer Forum). Criado especificamente para o país, o evento reunirá cientistas, universidades, engenheiros, executivos, desenvolvedores e outros experts na indústria de tecnologia para discutir como os desafios computacionais têm sido superados com a utilização de GPUs e de que forma eles têm contribuído para avanços em áreas como simulação molecular, exploração de petróleo e gás, estudos climáticos, entre outras.

A expectativa é de que mais de mil pessoas participem da conferência, que acontece nos dias 17 e 18 de julho no Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, dentro da programação do 32º Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC), maior e mais importante evento de computação do país. O CSBC reunirá ao todo mais de duas mil pessoas.

Os participantes poderão conferir palestras de especialistas internacionais em computação científica de alto desempenho da NVIDIA, assim como da Petrobras e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), duas instituições brasileiras que têm seus supercomputadores listados na mais recente edição do Top500, ranking com os 500 supercomputadores mais potentes do mundo.

A programação do fórum contempla ainda um espaço para a exposição de trabalhos científicos de estudantes no formato de pôsteres. Também serão ministrados cursos de introdução e módulos avançados sobre a linguagem CUDA*, arquitetura de computação paralela desenvolvida pela NVIDIA. Mais informações sobre como fazer inscrições e a programação completa da conferência estão disponíveis no site: http://www.nvidia.com.br/object/gcdf.html

“O fato de o Brasil receber esse evento é algo muito gratificante para a NVIDIA, o que demonstra todo o potencial do país na área de computação de alta performance. Cada vez mais cientistas e universidades vêm utilizando o poder de processamento das GPUs para acelerar os resultados de seus trabalhos científicos, os quais por sua vez resultam em avanços importantes nas mais diversas áreas do conhecimento”, explica Arnaldo Tavares, gerente de vendas para linha Tesla da NVIDIA no Brasil e Cone Sul, que ministrará sua palestra no dia 18 de julho, às 16h30.

*CUDA (Compute Unified Device Architecture) é uma arquitetura de computação paralela desenvolvida pela NVIDIA que está presente em suas unidades de processamento gráfico (GPUs). Permite aos programadores utilizarem a linguagem C para o desenvolvimento de uma nova classe de aplicativos que podem ser acelerados por GPU, o que amplia significativamente sua rapidez e eficácia para a execução de cálculos e outros tipos de processamento. Apresentada pela primeira vez em 2007, a tecnologia CUDA está presente no mercado em milhares de chips gráficos que equipam desktops, notebooks, tablets e outros dispositivos. Para mais informações sobre CUDA, acesse:  http://www.nvidia.com/object/cuda_home_new.html

SERVIÇO:

Evento: GCDF (GPU Computing Developer Forum)

Data: 17 e 18 de julho de 2012

Horário: 09h30 às 18h00

Local: Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Endereço: Rua Cel. Francisco Heráclito dos Santos – Jardim das Américas – Curitiba/PR

Site oficial do evento: http://www.nvidia.com.br/object/gcdf.html

Sobre a NVIDIA

A NVIDIA (NASDAQ: NVDA) despertou o mundo para o poder da computação visual quando, em 1999, criou uma unidade dedicada exclusivamente ao processamento gráfico, a GPU. Atualmente, seus processadores estão embarcados em uma grande variedade de produtos, desde smartphones até supercomputadores. Os processadores NVIDIA Tegra® são utilizados em celulares, tablets e sistemas de infoentretenimento em automóveis. Os gamers confiam nas GPUs GeForce® para alcançar uma experiência única de realismo nos jogos de última geração. Já os processadores Quadro® são adotados por profissionais que demandam alta precisão gráfica em seus projetos. E pesquisadores utilizam as GPUs Tesla® para transpor as fronteiras da ciência por meio da computação de alta performance. Fundada em 1993 e com sede na Califórnia, a NVIDIA detém mais de 5 mil patentes. Com receita de US$ 4 bilhões no ano fiscal 2011/12, a companhia conta com 6.800 profissionais e mantém operações em mais de 20 países, incluindo o Brasil. Mais informações: www.nvidia.com.br e nas mídias sociais (NVIDIA Brasil no Facebook e @nvidiabrasil no Twitter). Assista NVIDIA no Discovery Channel: http://www.youtube.com/watch?v=iX93vj2zclM

Os comentários estão desativados.