UFRJ se torna Centro de Estudos e Pesquisa em CUDA

A Universidade Federal do Rio de Janeiro é a primeira no Brasil a receber simultaneamente as duas chancelas concedidas mundialmente pela NVIDIA.

A NVIDIA acaba de conceder as chancelas de CUDA Research e CUDA Teaching Center à Universidade Federal do Rio de Janeiro. A universidade, conhecida como uma das melhores instituições da América Latina, é a primeira do Brasil a conquistar os dois títulos simultaneamente. A arquitetura CUDA, desenvolvida pela NVIDIA, permite aos alunos e pesquisadores desenharem aplicativos usando todo o potencial do processamento de uma GPU (unidade de processamento gráfico).

“Conheci os processadores NVIDIA há cerca de 10 anos enquanto fui professor nos Estados Unidos. Em 2002, quando voltei ao Brasil apresentei o poder de processamento dessas unidades aos meus alunos. Programar em CUDA é essencial para disseminar esse conhecimento e, com a conquista dos títulos de Centro de Estudos e Centro de Pesquisas em CUDA, poderemos apresentar a arquitetura aos alunos da UFRJ e demais interessados em programação”, destaca Ricardo Farias, professor do grupo de Computação Gráfica da COPPE Sistemas, departamento de Pós-graduação em Engenharia de Sistemas e Computação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Graças aos conhecimentos do professor Ricardo em programação usando a tecnologia CUDA, a UFRJ já desenvolveu vários projetos que aproveitam o poder de processamento. “Um deles foi agraciado pelo Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e visa aperfeiçoar as aplicações radioativas no combate ao câncer, um trabalho que envolve computação gráfica, inteligência artificial e otimização”, finaliza o professor.

“A NVIDIA está empenhada em ampliar os conhecimentos dos brasileiros em programação em CUDA, justamente pelo vasto campo de aplicações em que a arquitetura pode ser usada, seja por alunos e profissionais das áreas de humanas, exatas e biológicas”, destaca Arnaldo Tavares, gerente de vendas da linha Tesla da NVIDIA para o Brasil e Cone Sul.

Atualmente, cerca de 400 instituições de ensino e pesquisa no mundo já incluíram em sua grade curricular a programação paralela utilizando a linguagem CUDA. Nos primeiros seis meses de 2011, 23 novos centros foram certificados. As instituições acadêmicas brasileiras se juntam a inúmeros Centros de Excelência que já fazem parte do programa, tais como University of California (UCLA), Carnegie Mellon University, MS Ramaiah Institute of Technology (Índia), Brunel University (UK), Technion, Israel Institute of Technology (Israel), Conservatoire National des Arts et Métiers (França), Universidad de Málaga (Espanha), entre outros.

O CUDA Teaching Center é um programa desenvolvido pela NVIDIA que apóia instituições de ensino e centros de pesquisa que adotam a arquitetura CUDA C/C++ como parte de seu conteúdo acadêmico. Entre os benefícios do programa estão a doação de kits pedagógicos incluindo livros didáticos, licenças de software e GPUs NVIDIA habilitadas para uso em computadores da entidade.

Já o CUDA Research Center reconhece e promove grupos de pesquisas em universidades e institutos de pesquisa que estejam empenhados em ampliar os conhecimentos em computação paralela. Qualquer instituição que tenha projetos de pesquisa utilizando CUDA pode se inscrever para participar do programa. A chancela tem duração de um ano e a renovação acontecerá mediante apresentação de uma nova proposta. Os Centros que receberem a chancela terão prioridade para lançamentos de hardware e softwares NVIDIA, sessões de treinamento, preços especiais em equipamentos, atividades conjuntas, entre outros benefícios.

Mais informações sobre como se candidatar ao programa CUDA Teaching Center estão disponíveis no site http://research.nvidia.com/content/cuda-teaching-center-ctc-program, e detalhes sobre como se candidatar ao programa CUDA Research Center, no site http://research.nvidia.com/content/cuda-research-center-crc-program.

Sobre a NVIDIA

A NVIDIA (NASDAQ: NVDA) despertou o mundo para o poder da computação visual quando, em 1999, criou uma unidade dedicada exclusivamente ao processamento gráfico, a GPU. Desde então, vem desenvolvendo soluções que visam a potencializar a experiência multimídia de usuários de dispositivos móveis, notebooks e PCs. Reconhecida no mercado pelo maciço investimento em inovação, que culminou no lançamento do primeiro kit 3D para PC, a NVIDIA possui soluções voltadas tanto para usuários domésticos, quanto para profissionais. Os processadores GeForce®, por exemplo, são amplamente difundidos no mundo dos games, enquanto os processadores Quadro® são adotados por empresas que demandam extrema precisão gráfica em seus projetos. Fundada em 1993 e com sede na Califórnia, a empresa detém mais de 1.900 patentes nos EUA. Com receita de US$ 3,54 bilhões no ano fiscal 2010/11, a NVIDIA conta com 6.800 profissionais e mantém operações em mais de 20 países, incluindo o Brasil. Mais informações: www.nvidia.com.br. Assista NVIDIA no Discovery Channel: http://www.youtube.com/watch?v=iX93vj2zclM

Anúncios

Os comentários estão desativados.