SANEATINS utilizará imagens de satélite para projeto de compensação ambiental no Tocantins

Dados do satélite SPOT5, fornecidos pela Astrium GEO, servirão como base para elaboração de um estudo de planejamento ambiental da região metropolitana de Palmas-TO.

A Companhia de Saneamento do Tocantins – SANEATINS – acaba de estabelecer um acordo com a Tecnomapas por meio do qual irá adquirir imagens do satélite SPOT5, da Astrium GEO-Information Services, para um projeto de compensação ambiental. O acordo é resultado de um termo firmado com o Ministério Público do Estado do Tocantins.

Este termo irá também atender ações de vários projetos sócio-ambientais em andamento no município de Palmas e que depende da aquisição de imagens de satélite com 2,5 metros de resolução, cobrindo uma área de aproximadamente 250 mil hectares, incluindo os principais lagos e córregos do Plano Diretor do município. A partir delas será feito um levantamento cadastral das propriedades rurais que se situam às margens dos tributários do Lago da UHL no município de Palmas visando o redesenho da paisagem da região.

O objetivo é promover a adequação ambiental e um planejamento da paisagem no entorno dos principais rios e lagos, identificando, por exemplo, áreas nas quais a vegetação encontra-se em estado degradado, bem como o respeito às reservas legais e áreas de preservação permanentes (APPs).

A segunda etapa do projeto prevê a elaboração de um estudo técnico por parte da ONG The Nature Conservancy (TNC) para um diagnóstico dessas áreas e comparação com a malha topográfica local. O levantamento será disponibilizado tanto para o Ministério Público do Estado do Tocantins quanto para a Secretaria Estadual de Meio Ambiente para que sejam tomadas as medidas necessárias para regularização, conservação e ajustes topográficos dessas áreas.

“Atualmente mais de 50% da mata ciliar dessas regiões se encontram em estado degradado e com suas áreas de preservação totalmente comprometidas. Imagens de satélite precisas e atualizadas são extremamente importantes para identificar as áreas degradadas e, a partir de então, traçar um projeto contínuo de conservação ambiental”, explica o engenheiro civil Jeverson Luiz Azevedo Carlos, Gerente de Desenvolvimento de Estudos e Projetos da SANEATINS.

“Nossa principal meta é regularizar a vazão desses rios e lagos na estação seca. No caso do Ribeirão Taquaruçu Grande, o objetivo é ampliar a captação de água para 750 litros por segundo na estação seca. Hoje essa vazão no mesmo período chega no máximo a 450 litros por segundo”, completa Jeverson.

A última etapa do projeto de compensação ambiental prevê a elaboração de campanhas de conscientização ambiental, que serão implementadas junto às comunidades locais. Posteriormente, outros municípios do Estado devem seguir a iniciativa de Palmas e também estabelecerem metas de preservação ambiental.

Sobre a Astrium GEO-Information Services

Criada por meio da união entre a Infoterra e a Spot Image, subsidiárias da EADS Astrium, a Astrium GEO-Information Services fornece um portfólio de produtos e serviços de observação da Terra e informação geográfica que têm como objetivo agregar valor aos seus clientes. A companhia opera uma constelação de satélites multiresolução com sensores ópticos (SPOT) e sensores por radar (TerraSAR-X, TanDEM-X). A Astrium GEO oferece ainda imagens provenientes de outros satélites programáveis de parceiros, como Formosat-2 e Deimos. Com alto nível de precisão e escala global, essas imagens são amplamente utilizadas por governos, empresas e ONGs como ferramentas de inteligência para aplicações nas áreas de agricultura e meio ambiente, energia, engenharia e infraestrutura, mineração, planejamento urbano, defesa e segurança pública. A companhia conta com cerca de 1 mil profissionais e escritórios em mais de 20 países, entre eles o Brasil. A Astrium-GEO dispõe de um mosaico de imagens atualizadas em alta resolução cobrindo todo o território nacional. Mais informações: http://www.astrium-geo.com/

Anúncios

Os comentários estão desativados.