Criatividade, habilidade e sensibilidade são qualificações do artesão brasileiro

Professoras do Projeto Viva Arte da Mercur contam suas histórias de vida e como atraem a atenção dos alunos que hoje chegam às aulas com mais informações, mas precisando de técnicas diferenciadas para executar o trabalho.

 No próximo dia 19 de março comemora-se o Dia do Artesão. Criatividade, habilidade e sensibilidade são apenas algumas das características que precisam ser desenvolvidas ao longo dos anos para um profissional se diferenciar entre os mais de 8,5 milhões de artesãos que existem no País (dados do IBGE de 2009). Com a internet apresentando grande quantidade de técnicas e maneiras de praticar a arte, professores precisam estar cada vez mais antenados para conseguir agradar desde o aluno iniciante até o mais experiente. No Projeto Viva Arte, por exemplo, criado há 2 anos pela Mercur (http://www.mercur.com.br/), um grupo de 19 professores artesãos atua em diversas cidades brasileiras para incentivar a criatividade, construir momentos de bem-estar e também proporcionar a aquisição de conhecimentos que poderá gerar uma nova opção de fonte de renda para quem participa do Projeto.

  Muitos artesãos, que hoje já se transformaram em profissionais do segmento, tiveram o primeiro contato com o assunto em aulas realizadas em papelarias, lojas e ateliês. É o caso da professora Patrícia Macedo, do Ceará, que se encantou pela pintura ao ver os trabalhos realizados pela sogra há oito anos. “Minha sogra pintava em tecido e eu levava as peças para vender entre as colegas de trabalho, pois na época trabalhava na área administrativa de um plano de saúde. Vi que era uma forma de ganhar dinheiro e então pensei em fazer aulas de pintura. Foi aí que descobri que é possível aprender a fazer artesanato. Nunca achei que conseguiria pintar, mas hoje vivo disso”, conta a artesã. Patrícia, que é casada e tem dois filhos, começou a fazer cursos, demonstrou habilidades manuais e logo foi convidada pelo estabelecimento para lecionar. Hoje é uma das artesãs do Projeto Viva Arte e ministra aulas mensalmente pelas cidades do Ceará.

 Já a artesã paulista Eliane Moutinho convive com a arte manual desde que nasceu. Artista plástica, ela levou todo o conhecimento de pintura em telas para os ateliês e oficinas de artesanato. A profissional ensina suas técnicas há 14 anos e já coordenou projetos municipais. “Em minha opinião, toda peça artesanal é uma obra de arte, mas para isso precisa ser muito mais do que uma simples pintura e um papel colado, tem que ter um diferencial, uma identificação com seu criador”, diz.

  Conhecimento acima de tudo

  Com a internet, os praticantes de artesanato descobrem novas técnicas e peças utilizadas e criadas, pelas diferentes culturas do mundo, com apenas um clique. Essa possibilidade passou a exigir mais dos professores de artesanato que precisam buscar cada vez mais informação e conhecimento para ministrar suas aulas. “Dependendo da aula, chego a ensinar dez assuntos diferentes ao mesmo tempo. Temos de saber desde como demonstrar a primeira pincelada de tinta até ensinar nomes e técnicas para serem usadas com as ferramentas para artesanato importadas porque nunca sabemos qual é o nível de conhecimento dos alunos quando chegam às lojas ou ateliês pela primeira vez”, conta Eliane Moutinho. “Percebemos também que pessoas com mais idade não usam tanto o computador no dia a dia e buscam nas aulas presenciais conhecer novidades”, comenta a professora paulista.

 Já Patrícia Macedo atender as necessidades e interesses de suas alunas no Ceará questionando o que pretendem fazer na próxima aula. “Percebemos aqui no estado uma frequência regular dos alunos nas oficinas e aulas de demonstração. Ao término de cada aula sempre pergunto o que eles gostariam de fazer no próximo encontro e diante disso monto minha grade de aulas”, destaca a professora. “Também observo os motivos que mais chamam a atenção dos aprendizes. Aqui na região a procura por temas florais é muito grande. Os artesãos também se preocupam bastante em fazer presentes personalizados. O que está em alta no momento são as lembranças para padrinhos matrimoniais”, finaliza Patrícia.

                                                                          Projeto Viva Arte

 Criado pela Mercur há 2 anos, o projeto capacita e seleciona profissionais de todo o Brasil para ministrarem aulas em diversas cidades do país. Hoje o grupo conta com 19 profissionais, entre eles as professoras Patricia Macedo, do Ceará, e Eliane Moutinho, de São Paulo. A Mercur (http://www.mercur.com.br/), que há 86 anos é conhecida no mercado por seus materiais escolares, também tem uma linha de produtos, a Cores, voltada exclusivamente para o segmento artesanato. Preocupada com o bem-estar do planeta, a empresa se utiliza também da água da chuva na confecção de seus produtos que possuem o elemento em sua composição. No site da empresa há um espaço destinado aos usuários, consumidores, artesãos e demais pessoas que realizam atividades artesanais, onde é possível ter acesso a sugestões de peças produzidas e consultar a agenda de oficinas e aulas de demonstração que acontecem mensalmente em vários estados brasileiros. Há também uma área onde é possível se inscrever para receber informações sobre a linha Cores.

  Sobre a Mercur:

Fundada em 1924, em Santa Cruz do Sul (RS), a Mercur que começou sua trajetória com produtos derivados da borracha, é hoje uma das marcas mais tradicionais do Brasil principalmente no segmento de material escolar e de escritório – no qual consagrou a imagem de sua borracha estampada com o deus Mercúrio no inconsciente coletivo de várias gerações de alunos. Empregadora direta de cerca de 550 colaboradores, a Mercur detém um portfólio de mais de 1,5 mil itens de educação e produtos para prática esportiva e saúde, como bolas de exercício, luvas, bolsas térmicas, muletas, colares cervicais, imobilizadores etc. A companhia também atua na área industrial com soluções customizadas, disponibilizando lençóis de borracha, correias atóxicas e peças técnicas, bem como pisos especiais e revestimentos. Visite o site: http://www.mercur.com.br/.

Anúncios

Os comentários estão desativados.